IGREJA MUNDIAL DO AVIVAMENTO
nation2.com

ILUSTRAÇÕES PARA PREGAÇÕES

A CRIANÇA E O FARMACÊUTICO

Dono de uma bem sucedida farmácia numa cidade do interior, João não acreditava na existência de Deus ou de qualquer outra coisa, além do mundo material.

Certo dia, quando ele já estava fechando a farmácia, chegou uma criança com um bilhete nas mãos, solicitando um remédio. Ele disse que já estava fechado, mas a criança, com lágrimas nos olhos, informou-o que que sua mãe estava muito mal e precisava com urgência daquela medicação.

Devido à insistência da menina, mesmo contrariado resolveu reabrir a farmácia e vender o remédio, mas, devido à sua insensibilidade e àquele nervosismo sem causa, não acendeu a luz e pegou um remédio errado, cujo efeito era exatamente o contrário do que aquela mulher precisava e, certamente, iria matá-la.

Em pânico, tentou alcançar a criança, sem êxito.

Voltou para a farmácia e, sem saber o que fazer, com a consciência pesada e com medo, muito medo - de ser processado ou até mesmo preso, de perder tudo o que levou a vida inteira para construir - instintivamente fez algo que nunca havia feito: ajoelhou-se e orou. Mesmo sendo um ateu, seu espírito o levou a buscar o Criador e clamar por ajuda.

De repente, sentiu uma mão a tocar-lhe o ombro esquerdo e ao se virar,  deparou-se com a criança: "Senhor, por favor, não brigue comigo, mas é que eu caí e quebrei o vidro do remédio. Dá pro senhor me dar outro?".

"Tendo, portanto, um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou os céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas, sem pecado. Cheguemos confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim e sermos socorridos no momento oportuno" - Hebreus 4.14-16.

Autor Desconhecido

 

 

Você realmente crê em Deus?

Contam que um alpinista, desesperado por conquistar uma altíssima montanha, iniciou sua escalada depois de anos de preparação. Como queira a glória só pra si, resolveu subir sem companheiros.

Durante a subida, foi ficando mais tarde e mais tarde e ele, para ganhar tempo, decidiu não acampar, sendo que continuou subindo... e, por fim, ficou escuro.

A noite era muito densa naquela ponto da montanha, e não se podia ver absolutamente nada. Tudo era trevas, visibilidade zero, a lua e as estrelas estavam encobertas pelas nuvens.

Ao subir por um caminho estreito, a poucos metros do topo, escorregou e precipitou-se pelos ares, caindo a uma velocidade vertiginosa.

Naqueles breves segundos da sua queda, sua vida passava-lhe inteira à sua frente. Quando a morte já lhe era certa, de repente, um fortíssimo solavanco... causado pelo esticar da corda à qual estava amarrado e que, por sorte, prendera-se às rochas.

Nesse momento de solidão, suspenso no ar, não havia nada que pudesse fazer, senão pedir socorro aos céus: - Meus Deus, ajude-me!

De repente, uma voz vinda dos céus lhe pergunta: - Que queres que eu te faça?

- Salva-me, meu Deus! Respondeu o alpinista.
- Crês realmente que Eu posso salva-lo?
- Sim, Senhor, eu creio.
- Então, corta a corda!

Depois de um profundo momento de silêncio, o alpinista agarrou-se ainda mais à corda.

- Porque duvidas... não crês que eu posso salvá-lo? Insistiu a voz. – Se creres, verás a glória de Deus.

Conta a equipe de resgate que, no outro dia, encontraram o alpinista morto, congelado, com as mãos firmemente agarradas à corda... a apenas dois metros do chão.  


“O Senhor nosso Deus nos segura pelas mãos e nos diz: Não temas, Eu te ajudo” – Isaías 41.13.
 

 

 

PORQUE IR À IGREJA?

Um freqüentador de igreja escreveu para o editor de um jornal e declarou que não faz sentido ir aos cultos todos os domingos.

"Eu tenho ido à igreja por 30 anos e durante este tempo devo ter ouvido uns 3.000 sermões. Mas, por minha vida, com exceção de um ou outro, eu não consigo lembrar da maiora deles... Assim, eu penso que estou perdendo meu tempo e os pastores também estão desperdiçando o tempo deles".

Esta carta iniciou uma grande controvérsia na coluna "Cartas ao Editor", para alegria do editor chefe do jornal, que recebeu diversas cartas, das quais, ele decidiu publicar esta resposta de um outro leitor:  

"Eu estou casado há mais de 30 anos. Durante este tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 3.000 refeições. Mas, por minha vida, com exceção de uma  ou outra, eu não consigo me lembrar da maioria delas, mas de uma coisa eu sei, todas elas me nutriram e me deram a força que eu precisava para fazer o meu trabalho. Se minha esposa não tivesse me dado estas refeições, eu e nossos filhos estaríamos desnutridos ou mortos. Da mesma maneira, se eu não tivesse ido à Igreja para alimentar minha alma e de minha família, estaríamos hoje em terríveis condições espirituais".

 

 

Nem só de pão viverá o homem,
mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.

Mateus 4.4

Autor desconhecido

O BISCOITO DO ARREPENDIMENTO

Conta-se de um evangelista que se deparou com um sujeito que veementemente negava ser um pecador.

Ele escapulia de todas as tentativas do homem de Deus de convencê-lo de seus erros:
- Eu sou um bom pai, um bom marido, um bom vizinho, um bom cidadão. Sou honesto e trabalhador. Cumpro minhas obrigações. Não tenho do que me arrepender!

Em dado momento da conversa, o Espírito Santo sussurou no ouvido do evangelista: " - Pergunte para ele sobre o biscoito". Assustado, em pensamento, o crente questionou o Espírito Santo: " - Biscoito? Que é isso meu Senhor?" E a voz do Espírito repetiu-se: " - Obedeça-me. Pergunte-lhe sobre o biscoito".

- Então, você não tem mesmo nenhum pecado?
- Não, sou um homem correto. Não tenho do que me arrepender!
- Bem, Deus manda-me fazer-lhe uma perguntar esquisita, eu não sei o que é, mas creio que você deve saber. O Espírito Santo de Deus pergunta:
"- E o biscoito?"

Uma facada no estômago não teria lhe causado dor maior. O homem se contraiu todo, lágrimas abundantes correram por seu rosto e ele começou a soluçar:
- Bis-coito, que bis-coito?

E o evangelista repetiu a pergunta. E o homem levou outro choque, ainda maior. E soluçava mais ainda:
- Que bis-coi-to? Que bis-coi-to?

Depois que conseguiu se acalmar, contou para o evangelista que quando ele era criança sua família era muito pobre e sua mãe mantinha os biscoitos à chave, pois a provisão devia durar um mês inteiro. Mas ele sabia onde a mãe escondia a chave e a pegava escondido, comia os biscoito e tornava a colocá-la no lugar.

Um dia, desconfiada, sua mãe reuniu os filhos e "apertou-os", tentando descobrir o que estava acontecendo. Seus irmãos juraram para ela, às lagrimas, que não tinham nada a ver com isso. E ele não só negava ter sido o autor do roubo como ainda acusava seus irmãos e os xingava de falsos e fingidos.

Anos depois, sua mãe veio a falecer e ele nunca teve coragem de confessar o seu pecado. Até aquele dia.

 

 

Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
I João 1.10


Autor desconhecido.

 

O LOBO E A CABRA

Um lobo viu uma cabra pastando em cima de um rochedo escarpado e, como não tinha condições de subir até lá, resolveu convencer a cabra a vir mais para baixo. 

– Minha senhora, que perigo! – disse ele numa voz amistosa – Não seja imprudente, desça daí! Aqui embaixo está cheio de comida, uma comida muito mais gostosa, e a senhora não corre risco de cair. 

Mas a cabra conhecia os truques do esperto lobo. 

– Para o senhor, tanto faz se a relva que eu como é boa ou ruim! O que o senhor quer é me devorar! 


Moral da história: Cuidado quando um inimigo dá um conselho amigo. 

 

"Os pensamentos do justo são retos;
mas os conselhos do ímpio são falsos".

Provérbios 5.12

 

 

  

A serpente e o vaga-lume

Uma serpente começa a perseguir desesperadamente um vaga-lume. Num dado momento o vaga-lume pára cansado, olha para a serpente e diz : "Posso lhe fazer 3 perguntas"? A serpente responde: "Faça rápido, pois vou lhe devorar mesmo"!! 

O vaga-lume faz a primeira pergunta ;

1) "Fiz algum mal a você"?
A serpente responde, "não" .

2) "Faço parte de sua cadeia alimentar"?
A serpente novamente responde que "não".

3) "Só tenho mais uma pergunta: Por que você está me perseguindo"?
A Serpente responde : "É PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR" !!!!!
Submetido por Marcello Oliveira

Deus tem uma resposta

Para todas as coisas negativas que nós dizemos a nós mesmos, Deus tem uma resposta positiva:
Você diz: “É impossível”
Deus diz: Tudo é possível (Lucas 18:27)
Você diz: “Estou cansado demais”
Deus diz: Eu te darei descanso (Mateus 11:28-30)
Você diz: “Ninguém realmente me ama”
Deus diz: Eu te amo (João 3:16 & João 13:34)
Você diz: “Eu não posso ir em frente”
Deus diz: Minha graça é suficiente (2 Coríntios 12:9 & Salmo 91:15)
Você diz: “Eu não posso entender as coisas”
Deus diz: Eu dirigirei seus passos (Provérbios 3:5-6)
Você diz: “Eu não suporto isto”
Deus diz: Comigo você pode suportar tudo (Filipenses 4:13)
Você diz: “Eu não sou capaz”
Deus diz: Eu sou capaz (2 Coríntios 9:8)
Você diz: “Não vale a pena”
Deus diz: Valerá a pena (Romanos 8:28)
Você diz: “Eu não consigo perdoar a mim mesmo”
Deus diz: EU LHE PERDÔO (1 João 1:9 & Romanos 8:1)
Você diz: “Eu não tenho condições”
Deus diz: Eu suprirei todas suas necessidades (Philippians 4:19)
Você diz: “Estou com medo”
Deus diz: Eu não lhe dei um espírito de medo (2 Timóteo 1:7)
Você diz: “Eu sempre estou preocupado e frustrado”
Deus diz: Lance todos seus cuidados sobre mim (1 Pedro 5:7)
Você diz: “Eu não tenho fé suficiente”
Deus diz: Eu dei para todo o mundo uma medida de fé (Romanos 12:3)
Você diz: “Eu não sou inteligente o suficiente”
Deus diz: Eu lhe dou sabedoria (1 Coríntios 1:30)
Você diz: “Eu me sinto só”
Deus diz: Eu nunca lhe deixarei nem lhe abandonarei (Hebreus 13:5)

USE TODA A SUA FORÇA

Um menino tentava em vão levantar uma sacola pesada demais para ele. Seu pai, ali ao seu lado, esticava o braço e abrindo a mão, dizia-lhe:
- Use toda a sua força que você consegue, meu filho.

Ele tentou mais uma ou duas vezes, sem sucesso.
E o pai falava as mesmas palavras e repetia o mesmo gesto.
- Eu não consigo, pai - desabafou o menino.
- Olhe para mim, filho, disse o homem e, mexendo os dedos e olhando para a sua mão, repetiu vagarosamente, use... toda... a... sua... força!

Só então o menino entendeu que o pai estava esticando a mão para pegar numa das alças da sacola. Ele não estava só. Seu pai estava ali ao seu lado para lhe dar uma força.


 

O Senhor é a minha luz e a minha salvação;
a quem temerei?
O Senhor é a força da minha vida;
de quem me recearei?.

Salmo 27.1

 

 

O círculo do amor – A história de Bryan

Ele quase não viu a senhora com o carro parado no acostamento, mas percebeu que ela precisava de ajuda. Assim, parou o seu carro e se aproximou. 

O carro dela cheirava à tinta de tão novinho. 

Mesmo com o sorriso que ele estampava na face, ela ficou preocupada. Ninguém tinha parado para ajudar durante a última hora. 

Ele iria aprontar alguma coisa? Ele não parecia seguro; parecia pobre e faminto. 

Ele pode ver que ela estava com muito medo e disse: “- Eu estou aqui para ajudar madame. Por que não espera no carro onde está quentinho? A propósito, meu nome é Bryan". 

Bem, tudo o que ela tinha era um pneu furado, mas, para uma senhora, era ruim o bastante. 

Bryan abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. Logo ele já estava trocando o pneu. Mas, ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos. 

Enquanto ele apertava as porcas da roda ela abriu a janela e começou a conversar com ele. Contou que era de St. Louis e só estava de passagem por ali. Disse que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda. 

Bryan apenas sorriu, enquanto se levantava.

Ela perguntou quanto devia (qualquer quantia teria sido muito pouco para ela). Já tinha imaginado todas as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Bryan não tivesse parado. 

Bryan não pensava em dinheiro. Aquilo não era um trabalho para ele. Gostava de ajudar quando alguém tinha necessidade. Este era seu modo de viver e nunca lhe ocorreu agir de outro modo. Ele respondeu: 

“- Se realmente quiser me reembolsar, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê para aquela pessoa a ajuda de que ela precisa”. E acrescentou: “... e pense em mim”. Ele esperou até que ela saísse com o carro e também se foi. 

Tinha sido um dia frio e deprimido, mas ele se sentia bem, indo para casa, desaparecendo no crepúsculo. 

 

Algumas milhas abaixo a senhora encontrou um pequeno restaurante. Ela entrou para comer alguma coisa. Era um restaurante um tanto sujo. A cena inteira era estranha para ela. 

A garçonete veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para que pudesse esfregar e secar o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso. Um sorriso que, mesmo depois de um dia inteiro de trabalho com os pés doendo, não pode apagar. 

A senhora notou que a garçonete estava com quase oito meses de gravidez, mas ela não deixou a tensão e as dores mudarem sua atitude.

A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco na vida podia tratar tão bem a um estranho. Então se lembrou de Bryan. 

Depois que terminou a refeição, enquanto a garçonete buscava troco para a nota de cem dólares, a senhora se retirou. Já tinha partido, quando a garçonete voltou. A garçonete ainda queria saber onde a senhora poderia ter ido quando notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha mais 4 notas de cem dólares. 

Havia lágrimas em seus olhos quando leu o que a senhora havia escrito. 

Dizia: “Alguém me ajudou uma vez e da mesma forma eu a estou ajudando. Se você realmente quiser me reembolsar, não deixe este círculo de amor terminar em você”. 

Bem. Havia mesas para limpar, açucareiros para encher e pessoas para servir. Aquela noite, quando foi para casa e deitou-se na cama, ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixara escrito. 

Como pode aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto? 

Com o bebê para o próximo mês, como estava difícil. Ela virou-se para o preocupado marido que dormia ao lado, deu-lhe um beijo macio e sussurrou:

“- Tudo ficará bem, meu amor. Eu te amo Bryan”. 

 

Pense nisso, e não feche esse círculo de amor. 

 

Autor: Desconhecido

comunidades.net







Total de visitas: 20334
comunidades.net
Criar um Site Grátis    |    Crear una Página Web Gratis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net